Minhas reações frente aos acontecimentos

Diante das mais variadas e possíveis situações de nossa vida, nos vemos movidos pelo mesmo questionamento, “cada pensamento produz uma emoção diferente” (Freeman, A.).

 Se aquilo que você tem diante de si é um evento que atrapalha nas relações em seu trabalho, nos seus contatos de amizade, no seu relacionamento afetivo, seu amor-próprio, ou qualquer ou tipo de pensamento leva ao seguinte: “é o que você pensa acerca daquela situação que determina, em grande parte, se você vai sentir algo a respeito e o que você fará”.

Neste sentido, não faz muita diferença no tempo em que estas emoções ocorreram, e sim a forma com a pessoa se manifesta frente aquela situação.

Muitas vezes, os pensamentos imediatos vão contribuir com o que sentimentos, e por sua vez, estes sentimentos vão contribuir para moldar e influenciar diretamente sua maneira de comportar-se.

Pensando em tudo aquilo que vivemos diariamente, se acreditamos que uma determinada situação não tem mais saída, tem comportamentos muitos diferentes, caso pudéssemos olhar a situação com esperança.

Se pensarmos que o outro nos ofendeu de maneira proposital e está nos provocando, certamente, vamos ter uma reação bem diferente caso pensássemos apenas numa situação acidental e não premeditada.

O ponto em que desejo chegar é: se você acredita que o outro é integralmente responsável por sua vida, e portanto você nada pode fazer para mudar a situação, como adotar uma postara diferente e que seja suficiente para mudar sua forma de pensar e agir?

Isto tem haver com aqueles momentos da infância que foram difíceis, com as dificuldades no namoro e com toda as decepções vividas em sua trajetória, que, a partir da sua forma de vivenciar e perceber os fatos, pode ser especialmente diferente em sua forma de reagir.

O grande esforço de vida é: a capacidade de seguir em frente, mesmo com todos os acontecimentos de vida, avançando e sendo capaz de refletir naquilo que pode ser feito, nas tentativas e nas possibilidades existentes, e não apenas no que não deu certo. É certo que nem tudo sai como planejamos e que as decepções sempre existirão, mas tolerar a frustração e lançar-se ao desafio é essencial.

O que achou deste texto? Deixe seus comentários!

Anúncios

Sobre temasempsicologia

Psicóloga Clínica e Organizacional.
Esse post foi publicado em conflito. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Minhas reações frente aos acontecimentos

  1. jovani disse:

    gostei muito deste tema e esta me ajudando muito nos momentos de refletir

  2. ivan disse:

    Faz sentido que nossas experiências passadas influenciam na nossa visão de mundo atual. Sentí falta de abordar o mais difícil: mudar/lançar-se ao desafio…

  3. bibi graça disse:

    gostei bastante do tema acredito que me vai ajudar sobre tudo na minha actividade laboral

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s